Publicado em #AchadosDaCarlinha | @CarlaSabrinaDF, Geral | Blog @CarlaSabrinaDF

Cresce o número de mulheres empreendedoras no Brasil

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março, Conjunto Nacional enaltece as empreendedoras que atuam no shopping

Desde que foi instituído nos anos 1970 como Dia Internacional da Mulher, o 8 de março vem ampliando seus significados e escopo em busca de respeito e igualdade de direitos. Atualmente, parte importante das mensagens desta data envolve o estímulo ao empreendedorismo feminino e à presença das mulheres em posições de liderança no mercado de trabalho.

Embora o mundo dos negócios ainda seja formado predominantemente por homens no Brasil, o empreendedorismo feminino já é uma realidade que só tende a aumentar. De acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), 9,3 milhões de mulheres já eram empreendedoras em 2019, o que representava 34% dos donos de empresas. O nível de escolaridade das empreendedoras é 16% superior.

A pandemia impulsionou ainda mais o movimento. Mesmo com o fechamento de milhares de empresas devido ao isolamento social, em 2020 houve um crescimento de 40% no empreendedorismo feminino. Em maior número na faixa etária de 22 a 35 anos, 54% das mulheres decidiram abrir uma nova empresa ou investir em negócios voltados a serviços, principalmente na alimentação, beleza, estética e moda, no ano passado. Os dados são da Rede de Mulheres Empreendedoras.

No mesmo caminho, o Relatório Especial de Empreendedorismo Feminino no Brasil, divulgado pelo Sebrae no ano passado, aponta que 48% dos MEIs (Microempreendedores Individuais) são mulheres.

No Conjunto Nacional muitas mulheres estão à frente de relevantes empresas, como Adriana Karina de Simões Muniz, da Lord Perfumaria. A Lord foi comprada pelo pai de Adriana em 1980, quando ela tinha apenas nove anos de idade. O empreendimento fez parte da vida da empresária desde cedo. Ela se recorda de ir com a família todos os sábados ao Conjunto Nacional para ajudar na loja, seja com arrumação, etiquetação ou atendimento. “Quando completei 15 anos, resolvi ganhar meu próprio dinheiro e comecei a dar aulas de inglês. Meu pai, percebendo meu gosto pelo trabalho, viu que era hora de me dedicar à nossa empresa. Aos 16 anos, comecei efetivamente a trabalhar no escritório, passando por todos os departamentos para conhecer e aprender sobre a estrutura da empresa. Aos 21 assumi a supervisão das lojas, que na época eram 12”, contou Adriana.

Desde então, Adriana vivenciou crises econômicas, crescimento e redução da empresa e aprendeu a se reinventar e a prosperar. Atualmente são oito lojas próprias da Lord, duas lojas franqueadas, oito salões de beleza, duas lojas próprias da Lady e 11 franqueadas, que geram cerca de 220 empregos diretos. “Hoje compartilho a diretoria com meu pai, Ennius Muniz, e meu irmão, Marcus Muniz, que é o diretor financeiro de todo o grupo. E eu ocupo o posto de diretora Comercial e de Marketing, sendo responsável também pelo RH”, explicou.

Inquieta, Adriana também abraçou outras atividades profissionais e desafios em sua carreira, dando aulas de Marketing em faculdade, assumindo a presidência da Associação de Lojistas e atuando como diretora da CDL e do Sindivarejista. “Também fundei, com meu pai, a Associação das Perfumarias Seletivas do Brasil (ABPS), da qual fui presidente por três mandatos”, contou. “Posso afirmar que hoje, quando olho para trás, mesmo em meio a alguns fracassos, sinto imenso orgulho e satisfação por cada conquista realizada, só posso concluir que deu certo e tudo valeu a pena”, concluiu.

Cargos de gerência – Na parte administrativa do shopping, mulheres também exercem papéis de destaque e gerenciam relevantes setores como Recursos Humanos e Marketing. Uma das autoras do livro “Mulheres do RH”, que foi lançado nacionalmente no ano passado, Emanoelli Falcão, é a responsável pela área de RH do shopping. Profissional com ampla experiência em gestão estratégica e liderança de equipes, Emanoelli é a responsável pelo setor que foi premiado em 2020 pelo Instituto Great Place to Work (GPTW Brasil) como a melhor empresa de médio porte para trabalhar no Centro-Oeste.

Com mais de 10 anos com experiência em varejo e com vivência em revitalização, expansão, greenfield e reposicionamento de marca, Ticiana Pessoa assumiu no ano passado do cargo de gerente regional de Marketing da Ancar Ivanhoe, empreendedora do Conjunto Nacional, e lidera as ações estratégicas de promoção, relacionamento, projeto sociais, eventos, análise de mercado, campanhas publicitárias e comunicação on e offline de três shoppings da rede.

“O empreendedorismo feminino é uma excelente oportunidade para que cada vez mais mulheres decidam sua própria história e desenvolvam carreiras sustentáveis, inspirando e ajudando outras a também potencializarem suas rendas. Aqui no Conjunto Nacional acreditamos no potencial das mulheres e celebramos o fato de termos empresárias competentes à frente de diversas operações e também cabe enaltecer o reconhecimento que a Ancar Ivanhoe dedica à competência das mulheres, que nos últimos anos passaram a ocupar altos cargos na companhia em todos os estados ontem a rede está presente”, contou Ticiana.

Autor:

Negra, mãe e candanga. Graduanda de Comunicação Social, na área de Publicidade. Digital influencer de Brasília e engajadora de causas raciais. Moradora de Taguatinga/DF (Areal) e pronta para ajudar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s